top of page

plano de saúde empresarial e coorpaticipação como funciona?

Atualizado: 16 de jul. de 2023

O plano de saúde empresarial é um tipo de plano de saúde oferecido por empresas aos seus colaboradores como um benefício. O funcionamento desse plano é semelhante aos planos de saúde individuais ou familiares, mas com algumas diferenças importantes.

Em geral, a empresa contrata uma operadora de planos de saúde para oferecer cobertura médica e/ou odontológica aos seus funcionários. Os funcionários, por sua vez, podem aderir ao plano e pagar uma parte ou a totalidade do valor do plano, dependendo do acordo feito entre a empresa e a operadora.

Normalmente, os planos de saúde empresariais oferecem uma ampla rede de hospitais, clínicas e consultórios conveniados, além de cobertura para consultas, exames, internações, cirurgias, tratamentos e procedimentos diversos. Alguns planos também incluem cobertura para serviços de emergência, serviços de apoio à saúde mental, entre outros.

Vale ressaltar que, em geral, os planos de saúde empresariais são mais vantajosos do que os planos individuais ou familiares em termos de custo-benefício, já que as empresas conseguem negociar preços mais baixos com as operadoras em função do grande número de beneficiários. Além disso, muitas empresas oferecem subsídios ou descontos para os funcionários que aderem ao plano. Por fim, é importante destacar que as condições de cobertura, prazos, valores e outros aspectos podem variar de acordo com o contrato firmado entre a empresa e a operadora, bem como com as normas e regulamentações específicas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).


plano-de-saúde-empresarial-como-funciona
Plano de Saúde Empresarial Como Funciona

Plano de saúde coparticipação como funciona


O plano de saúde com coparticipação é uma modalidade em que o beneficiário paga uma parte das despesas médicas e hospitalares, além da mensalidade do plano. Diferentemente dos planos tradicionais, em que o beneficiário paga apenas uma mensalidade fixa e tem acesso a todos os serviços cobertos, no plano com coparticipação, o valor pago pelo beneficiário varia de acordo com a utilização dos serviços de saúde.

Em geral, o plano de saúde com coparticipação funciona da seguinte maneira: quando o beneficiário utiliza algum serviço de saúde, como consultas, exames ou procedimentos, ele paga uma porcentagem do valor do serviço, além da mensalidade já acordada. O valor da coparticipação pode variar de acordo com o tipo de serviço e com o plano contratado, sendo que algumas operadoras estabelecem um limite máximo de cobrança por mês ou por ano.

Essa modalidade de plano de saúde costuma ser mais barata do que os planos tradicionais, já que a operadora divide o risco com o beneficiário e, em tese, evita que o beneficiário utilize serviços de saúde desnecessários. No entanto, é importante que o beneficiário esteja ciente do valor da coparticipação e das condições de cobertura do plano, para evitar surpresas desagradáveis na hora de pagar pelos serviços utilizados.

Além disso, é importante destacar que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabelece regras para a cobrança de coparticipação, de forma a proteger o beneficiário. Por exemplo, a ANS estabelece que não pode haver cobrança de coparticipação em consultas médicas básicas, como as de clínica geral, pediatria e ginecologia.


O que é o plano de saúde empresarial?


O plano de saúde empresarial é um tipo de plano de saúde oferecido por empresas aos seus colaboradores como um benefício. É uma forma de garantir o acesso dos funcionários a serviços de saúde de qualidade, com cobertura para consultas, exames, internações, cirurgias, tratamentos e procedimentos diversos.

O funcionamento desse plano é semelhante aos planos de saúde individuais ou familiares, mas com algumas diferenças importantes. Em geral, a empresa contrata uma operadora de planos de saúde para oferecer cobertura médica e/ou odontológica aos seus funcionários. Os funcionários, por sua vez, podem aderir ao plano e pagar uma parte ou a totalidade do valor do plano, dependendo do acordo feito entre a empresa e a operadora.

Normalmente, os planos de saúde empresariais oferecem uma ampla rede de hospitais, clínicas e consultórios conveniados, além de cobertura para serviços de emergência, serviços de apoio à saúde mental, entre outros. Além disso, muitas empresas oferecem subsídios ou descontos para os funcionários que aderem ao plano.

Vale ressaltar que, em geral, os planos de saúde empresariais são mais vantajosos do que os planos individuais ou familiares em termos de custo-benefício, já que as empresas conseguem negociar preços mais baixos com as operadoras em função do grande número de beneficiários.

Por fim, é importante destacar que as condições de cobertura, prazos, valores e outros aspectos podem variar de acordo com o contrato firmado entre a empresa e a operadora, bem como com as normas e regulamentações específicas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).


Tipos de plano de saúde empresarial


Existem diferentes tipos de planos de saúde empresariais, que variam de acordo com as necessidades e características da empresa e dos funcionários. Abaixo, listamos alguns dos principais tipos de planos de saúde empresariais disponíveis no mercado:


1. Plano de saúde coletivo por adesão: esse tipo de plano é voltado para associações profissionais, sindicatos e outras entidades, que oferecem o plano de saúde aos seus membros. Nesse caso, os funcionários se associam à entidade para ter acesso ao plano de saúde, que é negociado em conjunto pela entidade com a operadora de saúde.

2. Plano de saúde PME: esse tipo de plano é voltado para pequenas e médias empresas, que possuem entre 2 e 99 funcionários. Geralmente, esses planos oferecem coberturas básicas e um número limitado de hospitais e clínicas conveniados.

3. Plano de saúde empresarial para grandes empresas: esse tipo de plano é voltado para empresas com mais de 100 funcionários, e costuma oferecer coberturas mais abrangentes e uma ampla rede de hospitais e clínicas conveniados. Além disso, esses planos podem incluir serviços adicionais, como programas de prevenção de doenças e bem-estar.

4. Plano de saúde empresarial com coparticipação: nesse tipo de plano, os funcionários pagam uma parte das despesas médicas e hospitalares, além da mensalidade do plano. A coparticipação pode variar de acordo com o tipo de serviço utilizado, e tem o objetivo de reduzir os custos para a empresa e incentivar o uso consciente do plano de saúde.


É importante lembrar que as características e coberturas dos planos de saúde empresariais podem variar de acordo com a operadora escolhida, bem como com as normas e regulamentações estabelecidas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Por isso, é fundamental avaliar com cuidado as opções disponíveis antes de fazer a escolha mais adequada para a empresa e para os funcionários.


O que é Rede referenciada?


Rede referenciada é uma rede de prestadores de serviços de saúde (hospitais, clínicas, laboratórios, consultórios, entre outros) que são conveniados com uma operadora de planos de saúde. Esses prestadores de serviços têm acordos com a operadora para oferecer atendimento aos beneficiários do plano de saúde, geralmente com preços e condições negociados previamente.

Ao escolher um plano de saúde, é comum que o beneficiário tenha acesso a uma lista de prestadores de serviços que fazem parte da rede referenciada. Dessa forma, ele pode escolher um prestador de sua preferência para realizar consultas, exames, internações, tratamentos e outros procedimentos, sabendo que terá cobertura do plano de saúde para esses serviços.

A rede referenciada pode variar de acordo com a operadora e com o tipo de plano de saúde escolhido, e pode incluir prestadores de serviços de diferentes especialidades e regiões geográficas. Além disso, alguns planos de saúde oferecem cobertura fora da rede referenciada, mas nesses casos, os valores podem ser diferentes e o beneficiário pode precisar arcar com parte ou a totalidade do valor do serviço.

É importante verificar com cuidado a rede referenciada oferecida pelo plano de saúde antes de escolhê-lo, para garantir que haja prestadores de serviços próximos à sua região e que atendam às suas necessidades específicas.


O que é Carência no plano de saúde empresarial?


Carência é o período estabelecido em um contrato de plano de saúde durante o qual o beneficiário não tem direito a determinados serviços, mesmo que já tenha começado a pagar as mensalidades do plano.

No plano de saúde empresarial, a carência é aplicada aos funcionários que acabaram de aderir ao plano de saúde, seja por terem acabado de ser contratados pela empresa ou por terem solicitado a adesão ao plano em um período de contratação específico.

Os períodos de carência podem variar de acordo com o tipo de serviço ou procedimento, e são estabelecidos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Geralmente, os períodos de carência para planos de saúde empresariais são mais curtos do que para planos individuais, já que as empresas costumam negociar com as operadoras de saúde para reduzir os prazos de carência.

Os prazos de carência podem ser diferentes para consultas, exames, internações, cirurgias e outros procedimentos, e podem ser reduzidos ou eliminados em casos de urgência ou emergência médica. Além disso, em alguns casos, é possível aproveitar as carências já cumpridas em outros planos de saúde, desde que sejam apresentados os comprovantes necessários.

É importante verificar com cuidado as regras de carência do plano de saúde empresarial antes de aderir ao plano, para garantir que as necessidades dos funcionários sejam atendidas e que não haja surpresas desagradáveis em relação à cobertura do plano.


Vantagens de oferecer plano de saúde empresarial


Oferecer plano de saúde empresarial aos funcionários pode trazer diversas vantagens tanto para os colaboradores quanto para a empresa. Algumas das principais vantagens são:


1. Atratividade para contratação e retenção de talentos: O plano de saúde empresarial pode ser um diferencial competitivo na hora de contratar novos colaboradores e reter os talentos já presentes na empresa. Oferecer um benefício tão importante como a saúde pode fazer com que os funcionários se sintam valorizados e motivados a permanecerem na empresa.

2. Melhora da qualidade de vida dos funcionários: Com um plano de saúde, os funcionários têm acesso a uma rede de prestadores de serviços de saúde, o que pode ajudá-los a manter uma boa saúde e qualidade de vida. Além disso, a possibilidade de realizar consultas e exames com mais facilidade e rapidez pode prevenir ou diagnosticar problemas de saúde com mais eficiência.

3. Redução do absenteísmo: Com um plano de saúde, os funcionários podem se consultar com mais frequência e fazer exames preventivos com regularidade, o que pode prevenir o surgimento de doenças e problemas de saúde mais graves. Isso pode reduzir o número de faltas ao trabalho por problemas de saúde e melhorar a produtividade dos colaboradores.

4. Economia de impostos: A empresa pode deduzir parte do valor gasto com o plano de saúde empresarial no Imposto de Renda, o que pode representar uma economia significativa para o negócio.

5. Negociação de melhores preços: Ao oferecer um plano de saúde empresarial, a empresa pode negociar com as operadoras de saúde preços mais acessíveis e melhores condições de cobertura para seus funcionários.


Essas são apenas algumas das vantagens de oferecer um plano de saúde empresarial. É importante lembrar que, além dos benefícios para a empresa, essa é uma forma de cuidar dos funcionários e garantir que eles tenham acesso a serviços de saúde de qualidade.


A otimização do plano de saúde empresarial com a Telemedicina


A telemedicina é uma ferramenta que pode ser utilizada para otimizar o plano de saúde empresarial, trazendo diversas vantagens para as empresas e seus colaboradores. A telemedicina é uma forma de prestação de serviços médicos a distância, utilizando tecnologia para conectar médicos e pacientes.

Confira algumas maneiras pelas quais a telemedicina pode otimizar o plano de saúde empresarial:


1. Atendimento remoto: Com a telemedicina, é possível realizar consultas e exames a distância, o que pode ser especialmente útil para empresas com funcionários que estão em diferentes cidades ou estados. Além disso, o atendimento remoto pode reduzir o tempo de espera por uma consulta médica e melhorar a comodidade e praticidade do serviço.

2. Diagnóstico mais rápido e eficiente: A telemedicina permite que médicos e especialistas tenham acesso a informações do paciente em tempo real, o que pode ajudar a fazer um diagnóstico mais rápido e preciso. Isso pode ser especialmente importante em casos de emergência ou urgência médica.

3. Redução de custos: A telemedicina pode ajudar a reduzir os custos com consultas e exames, já que muitos serviços podem ser realizados a distância. Além disso, o atendimento remoto pode reduzir o tempo de espera por uma consulta, o que pode diminuir o tempo de afastamento do trabalho e os custos relacionados.

4. Melhoria da qualidade de vida dos funcionários: Com a telemedicina, os funcionários têm acesso a um atendimento médico mais rápido e eficiente, o que pode melhorar sua qualidade de vida. Além disso, a possibilidade de realizar consultas e exames a distância pode evitar a necessidade de deslocamento e reduzir o estresse relacionado à busca por atendimento médico.

5. Maior engajamento dos funcionários com o plano de saúde: A telemedicina pode tornar o plano de saúde empresarial mais atraente para os funcionários, já que oferece um serviço mais prático e acessível. Isso pode aumentar o engajamento dos colaboradores com o plano de saúde e melhorar a satisfação geral com o benefício.


Em resumo, a telemedicina pode ser uma ferramenta muito útil para otimizar o plano de saúde empresarial, melhorando a qualidade do atendimento, reduzindo custos e aumentando a satisfação dos colaboradores.


Posts recentes

Ver tudo

Kommentarer

Betygsatt till 0 av 5 stjärnor.
Inga omdömen ännu

Lägg till ett betyg
whatsapp.png
bottom of page